Dicas

Casas Inteligentes Sustentáveis — mudança no conceito de morar

casas inteligentes sustentáveis

Automação residencial, consumo consciente dos recursos naturais, eficiência energética, economia, conforto e segurança. Esses são alguns dos principais elementos que caracterizam as casas inteligentes sustentáveis, um novo conceito em moradia que, cada vez mais, se difunde entre as pessoas.

Entretanto, essa inovação vai além das tecnologias presentes, incluindo, principalmente, uma mudança comportamental dos moradores. O que é fruto também das mudanças sociais enfrentadas pela população em geral.

Com um investimento a mais na construção, atualmente, é possível automatizar diversas atividades na residência. Por exemplo, por meio de um projeto de automação residencial, e com o uso do smartphone, o usuário já consegue:

  • controlar a iluminação de todos os cômodos da casa;
  • ligar e regular a temperatura do ar condicionado;
  • abrir e fechar portas, janelas e até mesmo as cortinas;
  • acionar e regular o som;
  • ativar e programar eletrodomésticos;
  • monitorar câmeras de segurança da casa.

Dessa forma, com todas essas funcionalidades, a casa inteligente é moldada à rotina dos moradores, otimizando o tempo e concedendo maior comodidade e conforto. Hoje em dia, existem até sensores instalados na casa que reconhecem quando o morador está chegando e executam tarefas automaticamente, como, por exemplo, ligam a cafeteira ou começam a aquecer a banheira.

casas inteligentes sustentáveis

Casas inteligentes sustentáveis

Na prática, o que antes parecia o roteiro de um episódio dos Jetsons agora faz parte do dia a dia. Entretanto, cada vez mais as pessoas estão se preocupando com o impacto gerado por elas no meio ambiente. Por isso, essas funcionalidades estão se associando a um conceito bastante difundido: sustentabilidade.

As casas inteligentes sustentáveis compreendem um novo movimento no sentido de fornecer comodidade, tecnologia e conforto, porém, estimulando um consumo consciente. Agregam a esse movimento, métodos de construções sustentáveis, painéis solares para captar e reutilizar energia, equipamentos que gastam menos e reaproveitam água, entre outros.

Basicamente, a expectativa é que as novas construções sejam mais autossuficientes, gerando a própria energia e captando e reciclado a água. Além de eliminar os resíduos de forma ecologicamente correta, como o mínimo de impacto possível ao meio ambiente.

Assim, o que inicialmente representa um investimento a mais na construção ou reforma é revertido ao morador por meio da economia com gastos de luz, água e manutenção ao longo dos meses.

casas inteligentes sustentáveis

Sustentabilidade é um conceito que se refere ao consumo consciente dos recursos naturais, de forma a assegurar o bem-estar e a qualidade de vidas das próximas gerações

O futuro do morar das pessoas

A tendência é que, com o tempo, as cidades sejam cada vez mais conectadas, principalmente nos grandes centros urbanos. Por isso, as construções inteligentes vão ao encontro desse movimento ao proporcionar e integrar tecnologias que facilitam as atividades das pessoas.

Hoje, os trabalhadores estão buscando passar mais tempo com a família, priorizando trajetos mais curtos para o trabalho e/ou trabalho remoto, opções de lazer mais acessíveis e mais qualidade de vida. O lar é o ponto de encontro de tudo isso. É nele que as famílias se reúnem, descansam depois de um dia exaustivo, recebem os amigos para confraternizar, etc.

Portanto, incorporar soluções que potencializem esses momentos é um investimento, acima de tudo, em qualidade de vida. Imagina, que legal programar o aspirador para limpar a casa enquanto você trabalha? Nesse aspecto, as casas inteligentes sustentáveis são fortes candidatas no que se refere a espaços modernos, tecnológicos e ambientalmente corretos.

O que você acha sobre essa tendência do morar? Deixe sua opinião nos comentários!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *